Perspectivas Cinematográficas: Principais Planos do Audiovisual

Um bom enquadramento passa sensações de maneira imperceptível para o observador. Entendendo como essas sensações foram transmitidas, torna-se possível reproduzi-las em qualquer outra cena. O enquadramento é o que chamaríamos, dentro das artes plásticas, de perspectiva. É a escolha do artista de como mostrar a cena ao observador, como, por exemplo, fez Diego Velázquez em sua obra mais notória “As Meninas”.

As Meninas (1656), Diego Velázquez

Nessa pintura, é importante notar que o próprio Velázquez explorou a questão de perspectiva, colocando-se como personagem à esquerda da tela. Isso não foi somente uma maneira aleatória que ele decidiu pintar, a perspectiva vai muito além disso. Nessa obra, ela mostra como as pessoas eram colocadas diante da nobreza dentro desse contexto histórico. 

Seria essa a primeira Selfie em grupo da história ou apenas uma pintura que também mostra o backstage? Por essas e outras dúvidas cruéis que essa obra tornou-se uma das mais enigmáticas da história.

No cinema e na fotografia, isso não é diferente. O enquadramento é algo tão importante dentro do audiovisual justamente porque ele mostra não somente uma cena, mas todas as questões que circundam ela, como relacionamentos entre as personagens ou sentimentos. Existem diversas técnicas de enquadramento que podem ser aplicadas, como as seguintes.

Principais planos do cinema

  • Plano Geral (very long shot) P/G
  • Plano Médio (long shot) P/M
  • Plano Americano (mid shot) P/A
  • Primeiro Plano (close-up) P/P  
  • Primeiríssimo Plano (big close-up) Pº/P
  • Plano Detalhe (extra-big close-up) P/D
  • Plano Inicial (Stock Shot)
  • Plano Seqüência

Entenda todos os planos de gravação audiovisual

Plano Geral

O Plano Geral é um panorama da cena, contextualiza a situação da personagem. Geralmente esse enquadramento isola a figura em uma paisagem ampla para demonstrar a importância dela nesse ambiente.

Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), dir. Glauber Rocha

No filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, por exemplo, o plano geral é usado para mostrar Corisco diante da vastidão do sertão. Apesar de algo extremamente importante estar acontecendo atrás, somos levados pelo enquadramento a ignorar a situação e enxergar o cangaceiro como uma figura messiânica, mesmo estando longe disso.

Plano Médio

O plano médio é uma visão aproximada do assunto. O foco deixa de ser o contraste da figura com o ambiente e se torna a relação entre eles.

Essa cena do filme Trainspotting (1996), por exemplo, ainda mostra um pouco do ambiente, porém o foco é levantar questões sobre as personagens e quem elas são.

Plano Americano

Mostrando as pessoas do joelho para cima, esse plano costuma dar ênfase às relações entre duas ou mais personagens. Mesmo com alguma participação do ambiente, esse enquadramento se aproxima mais do campo das expressões.

La Haine (1995), dir. Mathieu Kassovitz

O filme “O Ódio” (em francês “La Haine”) usa o Plano Americano para mostrar o relacionamento entre os três amigos protagonistas. Além de dar ênfase às suas expressões perante à marginalização sendo imigrantes suburbanos.

Primeiro Plano

Também conhecido como close-up é um enquadramento clássico usado para expressividade. Ele foca no rosto das personagens e nos deixa a par dos sentimentos delas através das expressões destacadas.

La Haine (1995), dir. Mathieu Kassovitz

Novamente em La Haine, o foco na expressão expõe o ódio que o protagonista deseja demonstrar à sociedade. O primeiro plano é ideal para a mensagem que o diretor quer passar com a cena.

Primeiríssimo Plano

O primeiríssimo plano é o enquadramento que mais mostra a expressão das personagens. Usado para chocar, ele enfoca algum elemento do tema, como por exemplo a mão sangrenta de Travis em Taxi Driver ou a peixeira que cria uma divisória no rosto de Corisco em Deus e o Diabo na Terra do Sol.

Taxi Driver (1976), dir. Martin Scorsese

Aqui, Scorsese quer chocar a plateia mostrando a transformação de Travis, que está no ápice da sua “jornada do anti-herói”. Para isso, ele aplica o enquadramento que mais traz proximidade à expressão do personagem.

Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), dir. Glauber Rocha

No caso de Corisco, Glauber Rocha quer explorar a dualidade do personagem. Usando a própria arma de Corisco como divisória, ele consegue colocar em contraste o homem que era e o homem que a perseguição o tornou.

Plano Detalhe

Esse plano é usado para enfatizar coisas essenciais à trama que podem passar despercebidas, além de causar impacto visual e emocional ao espectador.

Taxi Driver (1976), dir. Martin Scorsese

Nessa cena do filme Taxi Driver (1979) de Martin Scorsese, o detalhe é o espelho retrovisor do carro com o olhar de Travis. O espelho é a principal maneira que um motorista de táxi enxerga seus passageiros, assim sendo o único meio de contato que Travis tem com a vida daquelas pessoas. Dando enfoque a um olhar que poderia passar despercebido, porém que é extremamente representativo da transformação do personagem durante a trama.

Plano Inicial

O plano inicial é usado para situar o público sobre a ambientação do filme. Também pode ser considerado um plano de passagem quando a ambientação muda, como por exemplo em uma viagem da personagem.

O Iluminado (1980), dir. Stanley Kubrick

No caso de O Iluminado, o filme começa com um plano inicial do Fusca andando pelas montanhas do Colorado. Assim, os espectadores já estão situados da ambientação da trama antes mesmo de conhecer as personagens.

2001: uma odisséia no espaço (1968), dir. Stanley Kubrick

Em 2001: Uma Odisséia no Espaço, Kubrick utiliza-se da mesma técnica de enquadramento para deixar o espectador a par da ambientação.

Plano Sequência

O plano sequência ocorre em takes longos, nos quais o plano muda sem cortes conforme a cena acontece. Existem diversos métodos de filmagem para trazer qualidade a um plano sequência, o mais famoso sendo o estabilizador “Steadicam”.

Para exemplificá-lo, há a cena no Copacabana Place em “Os Bons Companheiros” de Scorsese. Com pouco mais de 3 minutos, a cena mantém-se dinâmica e interessante mesmo tendo sido feita em apenas um take.

Aprenda e pratique os enquadramentos clássicos do cinema em casa!

Para produzir vídeos de qualidade, o enquadramento é um fator importantíssimo, portanto vale a pena refletir qual o melhor modo de enquadrar para passar as sensações desejadas à sua audiência. 

Gostou? Deixe sua opinião nos comentários ?

Se você se interessa por marketing digital, tecnologia, design e/ou audiovisual, confira nossos outros artigos!